default-logo

PROJETO DE CONCESSÃO DO CENTRO DE EVENTOS É APRESENTADO NA CDL E SINDILOJAS

Os estudos técnicos para o projeto de planejamento da concessão do Centro de Eventos de Balneário Camboriú foram apresentados às diretorias da Câmara de Dirigentes Lojistas de Balneário Camboriú (CDL-BC) e a diretoria do Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Balneário Camboriú e Camboriú (Sindilojas) no final da tarde de terça-feira. A  proposta é conceder o equipamento turístico por 30 anos. A ideia é potencializar a capacidade do centro de eventos para ser palco de grandes eventos e indutor da economia da região, principalmente durante o período da chamada baixa temporada.

Encomendado pela Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, o estudo leva em consideração a viabilidade econômica e financeira do Centro de Eventos.A estimativa inicial é de que o investimento de outorga da concessão ao governo catarinense seja de R$ 30 milhões, a serem amortizados durante os 30 amos. A expectativa é de que os recursos da outorga sejam investidos em obras na região de Balneário Camboriú.

O secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan, explica que o objetivo do governo catarinense não é vender o Centro de Eventos, mas torná-lo um indutor da economia local e regional. Conforme o estudo, para ser autossuficiente, o equipamento precisa ser utilizado ao menos 91 dias por ano  total ou parcialmente. “A proposta leva em conta a manutenção, melhorias e principalmente um bom trabalho”, pontuou.

A apresentação foi mais um passo na garantia de transparência do processo de concessão do equipamento turístico. Ainda estão previstas outras reuniões com a Câmara de Vereadores, Federação das Indústrias de Santa Catarina, entre outras entidades. Em Balneário Camboriú o encontro contou também com a participação do Convention Bureau, Sindisol, Sindicato dos Contabilistas, empresários e lojistas. A estrutura em construção às margens da BR-101 está 87% concluída.